Saiba mais sobre a gripe, situação no Brasil e como se proteger!

Saiba mais sobre a gripe, situação no Brasil e como se proteger!

           A influenza, normalmente conhecida como gripe, é uma doença grave que pode causar danos à saúde. É causada por mais de um tipo de vírus, porém, os classificados como influenza A e B são os que apresentam maior importância clínica, devido causar em média 75% das infecções e complicações respiratórias.

           Podem evoluir com comprometimento da função respiratória, e geralmente estão associados ao aumento das taxas de hospitalização e de mortes por pneumonia, especialmente em pacientes que apresentam doenças crônicas e fatores de risco.

Situação  Epidemiológica 2018

         No Brasil, segundo o Ministério da Saúde (2018), a distribuição dos vírus respiratórios por regiões, apresentou maiores quantidades da circulação de Influenza A e VSR (Vírus sincicial respiratório) na região Sudeste e Sul. O Nordeste apresentou uma maior circulação de Influenza A e as regiões Centro-Oeste e Norte de VSR.  Foram notificados 35.564 casos, sendo que 5.278 foram a óbito por síndrome respiratória aguda grave, o que corresponde a 14,8% do total de casos.

         De acordo com o Boletim final da Vigilância da Influenza ano 2018, publicado pela DIVE (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), do total de 2.113 casos notificados em Santa Catarina em 2018, 21,8% foram confirmados para influenza, sendo 93,5% pelo Influenza A, (H1N1 e H3N2) e 6,5% pelo vírus influenza B. Outros vírus respiratórios acometeram 24,6% dos casos, e outros 53,5% não foram especificados o tipo. Devido à suas complicações, do total de casos notificados, 253 pessoas evoluíram para óbito.

      A gripe pode acometer pessoas de todas as idades, porém alguns indivíduos estão mais propensos a desenvolverem complicações graves, como crianças menores de 2 anos, pessoas acima de 60 anos, gestantes e indivíduos com comprometimento da saúde (portadores de doença respiratória ou cardíaca, obesidade, diabetes, trissomias, deficiência da imunidade, entre outras).

Prevenção

       A vacina é a única forma de prevenção e evita que você adoeça e que transmita o vírus para outras pessoas, aumentando a proteção para todos. Dois tipos de vacinas são disponibilizadas, a vacina trivalente, que protege contra duas cepas de vírus A e uma cepa de vírus B, e a vacina quadrivalente, que contém duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B. Indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses de vida.

Etiqueta da tosse

         A etiqueta da tosse também é uma importante forma de prevenção. Ao tossir e espirrar, cubra a boca e o nariz com um lenço descartável e lave as mãos com água e sabão assim que possível. Na falta de um lenço, use o antebraço; nunca as mãos.

Fonte:
http://portalms.saude.gov.br
https://familia.sbim.org.br
http://www.dive.sc.gov.br
http://www.gripe.sc.gov.br
       

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.