Sarampo, doença grave de volta ao Brasil

Sarampo, doença grave de volta ao Brasil

     O Sarampo é uma doença infecciosa grave, extremamente contagiosa, que pode evoluir com complicações e óbito e afeta principalmente as crianças. A transmissão ocorre diretamente de uma pessoa para outra, por meio das secreções do nariz e da boca expelidas ao tossir, respirar ou falar.
     Após o contágio, o vírus do sarampo é capaz de causar inflamação dos pequenos vasos sanguíneos (vasculite) e outros sintomas como febre alta (acima de 38,5°C), manchas vermelhas por todo o corpo, tosse, secreção nasal intensa, conjuntivite e pequenos pontos brancos na mucosa da boca (manchas de Koplik), característicos da doença.
     O sarampo é registrado em todo o mundo, principalmente entre o final do inverno e o início da primavera. A transmissão parece aumentar depois de estações chuvosas, em países tropicais como o Brasil.
      Sarampo no Brasil
     Em 2016 o Brasil e as Américas receberam da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo.  Em fevereiro de 2018, casos importados da Venezuela deflagraram importantes surtos em Roraima e no Amazonas e a enfermidade voltou ao país por meio do contato de brasileiros não vacinados.
     No início de setembro, dois grandes surtos no Amazonas e Roraima somavam mais de 1.500 casos. Também houve registros no Pará, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e São Paulo.
     Prevenção
      A melhor e mais segura forma de prevenção do sarampo é a vacinação. Para que seja possível interromper a transmissão do sarampo é preciso que 95% da população esteja vacinada. Portanto, todas as crianças, adolescentes e adultos devem verificar se estão com suas doses de vacina em dia.
    → Faça-nos uma visita sem compromisso e traga sua carteira de vacinação, ou de seus filhos, para que possamos orientar e tirar suas dúvidas. A avaliação é gratuita e não precisa agendar horário.

Prevenção é o melhor remédio. Mantenha suas vacinas em dia!

 

Fonte: http://www.dive.sc.gov.br/sarampo/

           https://familia.sbim.org.br/

 

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.